segunda-feira, 28 de julho de 2008

Tempo para um amigo.

"Tempo" é aquela coisinha que a gente passa a vida inteira buscando mais, e tendo cada vez menos...

Na escola, vocês eram inseparáveis. Onde um estava, o outro estava também, isso era certeza. Sua alegria contagiava à todos, desde os amigos mais jovens (que achavam vocês o máximo) até os professores, mesmo aqueles que eram alvo das suas piadinhas e gozações.


Lembra que vocês tinham sempre planos, sobre serem soldados juntos, serem sócias em uma boutique, serem astronautas, professoras, médicos, pilotos de caça, cientistas?

Tantos objetivos e sonhos em comum, e todos eles sempre em dupla, e todos eles sempre conduzindo-os inexoravelmente, ao sucesso. Juntos, sempre.

Nossa! Você lembra?

Quantas aventuras, como aquele forte que vocês fizeram em cima da árvore, aquela tarde de sábado no shopping em que vocês conheceram aqueles dois gatinhos, ou aquela pescaria no feriadão em que vocês alugaram um barquinho furado, ou ainda aquele filme do Tom Cruise que vocês assistiram a estréia no cinema, juntas.

Vocês continuaram crescendo e descobrindo suas vocações. Chegou a época do vestibular e você presta pra Direito, ele você não sabe; você presta pra Medicina, ela você não sabe, não foi nem na mesma faculdade.

Quando vocês se encontram de novo, na escola, você pergunta para que ele prestou e ele diz que foi Engenharia; ela te conta que vai fazer Rádio e TV. E quando terminam as aulas é aquele choro, as despedidas dos outros amigos, e coisas como: “não me esquece!”, “eu te ligo” e “a gente se vê”. Ele te abraça e te diz: “vamos todo domingo jogar bola na praia, tá?”; você dá um abraço e um beijo nela e diz: “não esquece, hein: sábado que vem, shopping!”.

Você agora tem um emprego, ele trabalha e continua estudando; você trabalha, estuda e agora tem um namorado, ela casou e começou a trabalhar. Você se lembra com saudade dessa conversa e dessa época, claro que se lembra, só fazem um ou dois anos... Ou três... Ou seis, ou nove, ou... Nossa! Já fazem uns 15 anos! Você se lembra com muita saudade dele ou dela, e é claro que ele ou ela lembra-se de você também, mas fazer o quê?

A vida é muita corrida hoje em dia, e nenhum de vocês pode se dar ao luxo de dedicar (desperdiçar) tempo com um amigo, não é?



Tempo para um Amigo - Paulo Oliveira

3 comentários:

Ranzinza disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ranzinza disse...

O tempo (cada dia mais e mais)passa mais rápido e esse sentimento só tende a aumentar.
Aproveite bem o que vc tem hoje!

Camila disse...

É engraçado...embora saibamos que o tempo passa rápido e que devemos ''aproveitar cada minuto como se fosse o último"...ñ aproveitamos!Há qto tempo tempo existe a filosofia ''carpe diem''?
Amigo é uma coisa tão especial,é um irmão que a gente pode escolher!!Mas porque esse laço tão forte se afrouxa?Isto é...porque os amigos se separaram, se distanciam?Acho que esse dilema vai se prolongar até o fim da humanidade!E vai ter sempre a mesma resposta!